Ir para o conteúdo principal

Blog


4 passos para ser um profissional inovador

4 passos para ser um profissional inovador

Para ser um profissional inovador:

  • Saia da caixa;

  • Não fuja dos desafios;

  • Procure referências;

  • Converse com outros profissionais;

  • Estude.

Durante a pandemia do coronavírus, as transformações na rotina, produção e ambiente de trabalho ocorrem diariamente. Por isso, ser inovador tornou-se tão importante no mercado, junto com outras habilidades profissionais. 

 4 habilidades profissionais essenciais no mundo pós-pandemia 

Ser inovador é estar disposto a criar e estar preparado para os desafios do seu trabalho. É fazer o novo. Para desenvolver essas habilidades, não é necessário ser um gênio: o segredo é tornar a inovação um hábito no dia a dia profissional. 

Confira as quatro principais dicas:

Saia da caixa

Geralmente, os funcionários costumam criar uma bolha de rotina, produção e lazer dentro e fora da empresa. Porém, o primeiro passo para ser mais criativo é sair da caixa.

Procure estudar artigos, livros e documentários que fujam da sua área. A Netflix tem no seu catálogo os mais variados tipos de documentário para assistir durante o tempo livre, por exemplo.Os novos conhecimentos, mesmo sendo diferentes do que você vive no trabalho, auxiliam na hora de criar inovações para o seu meio.  

Não fuja dos desafios

Conhecer e identificar os problemas é a única forma de melhorar algo que está errado. Por isso, no seu ambiente de trabalho, entenda, analise e tente resolver os desafios junto com seus colegas. Não fuja dos problemas. Essa é o cenário para trazer novas ideias e projetos para o local. 

Procure novas referências 

É comum mantermos vínculos com os mesmos amigos, colegas de trabalho e referências no dia a dia. Mas, para inovar, procure novas fontes e pessoas para conversar e se inspirar, seja no trabalho ou no dia a dia. 

Arrisque

Não tenha medo de sugerir ideias e mudanças. Todos temos nossas incertezas e medos. Porém, é necessário tomar o primeiro passo para que as novidades se tornem concretas. 

Fontes: 

Nilton Ramos 

Diário Gaúcho 

Exame


Comentários