Ir para o conteúdo principal

Blog


Aprenda a cultivar temperos e ervas em casa e os seus benefícios

Aprenda a cultivar temperos e ervas em casa e os seus benefícios

Em tempos de pandemia, surge novamente o debate da importância de uma alimentação saudável diária. Ter uma horta disponível é ter alimentos frescos e orgânicos a qualquer momento. Pensando na preocupação e interesse da população, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento disponibilizou o projeto Hortas Urbanas, com vídeos e material informativo sobre montagem de plantações, para que todos possam cultivar seus alimentos. 

Saiba como ter seu cantinho de natureza em casa:

A escolha das espécies

Para quem mora em espaços pequenos, a dica é escolher mudas de temperos como alecrim, manjericão, salsinha e orégano. Essas espécies conseguem crescer e se desenvolver em vasos pequenos. É importante saber que cada espécie precisa de um tipo de cuidado. Algumas precisam de mais sol, outras de mais água. Faça uma pesquisa rápida e anote os cuidados necessários para cada uma de suas plantas.

Defina o local

Após pesquisar sobre os temperos e ervas escolhidas, defina o local em que elas vão ficar. O ideal é que as mudas peguem, no mínimo, 4h diárias de sol. Quanto ao vento, é bom evitar: ele faz com que o solo seque muito rápido. O manjericão, por exemplo, precisa de 4h diárias de sol e não suporta vento ou temperaturas abaixo de 12 graus. Você pode colocar as plantinhas na varanda, dentro de casa e até pendurá-las em suportes de madeira na parede. Além de saudável, as mudas decoram a casa. 

Os cuidados adequados

É importante que o plantio seja realizado em terra afofada e fértil (com adubo). Forre o fundo do vaso com argila ou pedras para que a água escoa e a planta não morra. 

Quanto à rega, a maioria das plantas precisa de água apenas a cada 3 dias. O excesso de água, tanto como a falta, são prejudiciais. 

Benefícios 

Ter uma horta em casa traz benefícios para você e para o meio ambiente. Estimula a alimentação saudável e o contato com a natureza. Para as crianças, acompanhar o crescimento das plantinhas é animador: elas aprendem a respeitar a natureza e, assim como os adultos, começam a valorizar as refeições. Além disso, cuidar das mudinhas é terapêutico!    

Fontes: 

Abril


Comentários