Ir para o conteúdo principal

Blog


Aprovada em assembleia extraordinária a proposta de filiação a Unicred Central - RS.

Aprovada em assembleia extraordinária a proposta de filiação a Unicred Central - RS.

Confira aqui a minuta do Estatuto Social Banricoop

Preparamos antecipadamente material que esclarece diversos pontos a respeito da filiação a Unicred Central - RS, confira aqui

Foi realizada assembleia extraordinária que contou com a participação dos cooperados que lotaram o auditório da Faculdade Monteiro Lobato para avaliar a proposta de filiação à Unicred Central RS, a qual foi aprovada pela ampla maioria dos presentes. Também foi aprovada a nova versão do Estatuto Social.

A decisão pela filiação à Unicred Central RS, está amparada na agenda estratégica do Banco Central, que vem incentivando a organização sistêmica das cooperativas de crédito para seu fortalecimento e desenvolvimento. 

Na prática, o relacionamento com os cooperados continuará próximo e realizado pela equipe da Banricoop, não haverá perda de autonomia da gestão, nem de decisão dos cooperados. O que mudará é o ganho de escala, a otimização de custos da operação e a melhoria do alcance da oferta de produtos e serviços ofertados. 

 

Confira abaixo, alguns dos questionamentos realizados pelos cooperados presentes na Assembleia.

Caso ainda esteja com dúvidas, fale conosco: Whatsapp: 51 98056-5628  |  Fone: 51 3216-1503

Eventos de esclarecimento com a Diretoria: inscreva-se aqui

 

1. Quem é a Unicred? Quais são as ligações institucionais dela?

A Unicred é uma Central de Cooperativas de crédito do RS, pertencente ao Sistema Unicred que tem 30 anos de existência e atua em todo País.

A Unicred RS, como cooperativa central, tem a missão de prestar serviços às cooperativas filiadas, assessorar tecnicamente, formar e capacitar os participantes, auditar e supervisionar para dar garantia ao Banco Central, do cumprimento legal e regulamentar do sistema.

 

As ligações institucionais são:

Sistema Unicred:

 

 

 

 

* Na Unicred Central RS são 12 cooperativas filiadas

 

2. Como está a situação financeira da Unicred?

A Unicred Central RS, possui excelente saúde financeira. Atualmente administra cerca de R$ 4 bilhões de ativos, tem mais de R$ 500 milhões de PL e R$ 55 milhões de resultado acumulado a ser distribuído entre os cooperados.

 

3. A Unicred é ligada ao Sicredi?

Não há nenhuma ligação da Unicred ao Sicredi, são sistemas cooperativos independentes.

 

4. A Banricoop está fazendo fusão com a Unicred? Qual a relação entre a Unicred e a Banricoop a partir de agora?

Não, não se trata de fusão. Fusão é quando uma cooperativa se une a outra dando origem a uma nova cooperativa. A relação estabelecida entre a Banricoop e a Unicred é de filiação a uma Central de Cooperativas, como respondido na questão nº 1.

 

5. A Banricoop está virando banco?

Não. A Banricoop é uma cooperativa e não pode “virar” banco. A filiação a uma central de cooperativas otimizará sua operação e dará condições de ampliação de seu portfólio de produtos e serviços, que são voltados exclusivamente aos cooperados.

  

6. Haverá cessão de diretores ou funcionários da Banricoop para a Unicred?

Não. A Banricoop segue com a sua estrutura e independência de gestão. O que teremos, em termos de participação na governança da Central, é um representante em seu Conselho de Administração. Um membro indicado pelo Conselho de Administração da Banricoop para representar os interesses da Banricoop na Central.

 

7. Vamos deixar de ser Banricoop?

Não. A Banricoop manterá seu nome e sua marca, sendo acrescentada a marca padrão do sistema Unicred.

 

8. Vamos responder diretamente para a Unicred?

A Banricoop é uma cooperativa singular que atualmente é independente, portanto, reporta-se diretamente aos órgãos reguladores e fiscalizadores. Com a filiação, algumas situações de supervisão e fiscalização ficam atribuídas à Central, portanto, a Banricoop deverá reportar-se sempre que solicitado, isto é o que dá maior segurança ao sistema cooperativo e é o que está sendo fortemente estimulado pelo Banco Central do Brasil.

 

9. O que vai acontecer com os investimentos dos cooperados?

Seguem investidos na Banricoop, conforme condições contratadas.

 

10. “Meu dinheiro” vai sair do Banrisul?

Os investimentos dos cooperados são na Banricoop e não no Banrisul. Atualmente, a gestão dos recursos é interna, sendo, na sua totalidade alocados em ativos do Banrisul. Em outro momento, quando a Banricoop já fez parte de uma Central de Cooperativas, os recursos também eram centralizados e distribuídos em diversos ativos, pela gestão da Central. Com a filiação, haverá tal centralização financeira, que visa, além do ganho de escala, por negociar os recursos de todas as cooperativas filiadas, o benefício tributário, uma vez que é considerado “ato cooperativo”, a aplicação entre a Cooperativa e a Central.

Saiba mais - * Ato cooperativo: é considerado ato cooperativo, aquelas operações praticadas entre a cooperativa e seus associados e pelas cooperativas entre si, quando são associadas (filiadas), desde que seja para consecução dos objetivos sociais.

 

11. Meu dinheiro está seguro?

Os investidores da Banricoop têm suas aplicações em RDC garantidas até R$ 250 mil por CPF, em quaisquer situações, pelo FGCOOP – Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito. A segurança enquanto instituição financeira, ao integrar um sistema organizado de cooperativas de crédito consolidado, forte e com alta liquidez como a Unicred, só vem a ser reforçada.

Para mais informações, consulte: https://www.fgcoop.coop.br/

 

12. Vou ter direito aos mesmos produtos que tenho atualmente?

Não haverá redução na oferta de produtos. Ao contrário, haverá incremento de produtos e serviços, de acordo com o portfólio disponibilizado pela Central, podendo haver adequação de algumas condições e nomenclatura dos atuais produtos.

 

13. O custo dos produtos vai aumentar?

Não há previsão de majoração de taxas nos produtos de crédito. Estas políticas são definidas internamente, pelo Conselho de Administração, de acordo com o cenário econômico-financeiro interno e externo.

 

14. Vai ser mais difícil para que eu saia da Banricoop agora?

O desligamento dos cooperados é um direito previsto no estatuto. A filiação à Central não promoveu mudanças no rito de desligamento dos cooperados.

 

15. Quais os benefícios de se filiar a uma central?

As cooperativas centrais prestam serviços às cooperativas filiadas com objetivo de ganho de escala, padronização, assessoramento técnico, auditoria e supervisão. Com isto, as cooperativas conseguem diminuir seus custos de observância e infraestrutura e focar-se no desenvolvimento do negócio e atendimento aos cooperados.

 

16. Quanto a filiação vai custar a Banricoop?

A filiação tem o custo mensal participação no rateio de despesas, da Central e da Confederação (Tecnologia e Serviços). Na Central, o critério é através do mapeamento do custo de cada atividade, por área, e respectiva utilização por cooperativa. Neste critério, tem uma parte fixa de 25% que é a taxa de disponibilidade dos serviços. Já na Confederação, o rateio é 25% fixo, 25% sobre os ativos, 25% sobre o número de cooperados e 25% nº de unidades de atendimento.

Inicialmente, de acordo com o orçamento da Central e Confederação deste exercício, foi projetado, para o porte da Banricoop, uma potencial despesa de participação no rateio, de cerca de R$ 1 milhão/ano.

 

17. Qual a perspectiva de ganho financeiro com a filiação?

  1. Ganhos relativos ao desenvolvimento e ampliação do potencial de negócios com o quadro de cooperados atual;
  2. Aumento na rentabilidade dos excedentes financeiros em função da centralização (primeiro em função da escala e segundo em função do benefício tributário, tendo em vista que ao alocar tais recursos na Central, não há tributação, pois é considerado ato cooperativo.

 

Além disto, o conjunto de serviços e infraestrutura disponibilizados dará ganho de escala e permitirá reduzir diversas despesas atuais da Banricoop. Algumas já projetadas e apresentadas e outras que ocorreram a médio e longo prazo.  

 

18. Quais foram as mudanças feitas no Estatuto? Onde posso ler na íntegra?

Essencialmente, a proposta de reforma do estatuto consiste de três pontos:

  1. Adaptação às cláusulas do estatuto padrão do Sistema Unicred;
  2. Ajustes no Título referente ao Capital Social;
  3. Ajustes no Título referente aos órgãos sociais.

A proposta foi disponibilizada de forma antecipada aos cooperados no site da Banricoop, confira aqui

O texto aprovado pode ser lido aqui

 

19. Como vai ficar o organograma da Banricoop?

 

20. Quais são os próximos passos da filiação?

Após aprovação da assembleia, a documentação deve ser submetida ao Banco Central do Brasil e na sequência à arquivamento na Junta Comercial do RS. Enquanto isto, a equipe de gestão, trabalhará na integração operacional e de negócios.

 

21. A Unicred pertence à Unimed?

Não. Ambas são cooperativas, mas atuam em ramos diferentes do cooperativismo. A Unicred, como já explanado, faz parte de um sistema organizado de cooperativas do ramo de crédito, portanto tem natureza financeira. Já a Unimed, é uma cooperativa de trabalho médico, que atua no ramo da saúde.

 

22. Por que falam em desenvolver o negócio se no item 10 (FAQ publicado antes da AGE) está claro que não haverá novos públicos a se explorar? 

Realmente não está em discussão ter novos públicos neste momento. O desenvolvimento previsto com a filiação à Unicred está vinculado ao estudo de ativação de cooperados ainda sem negócios com a Banricoop e também potencial de ampliação de negócios com aqueles que já são ativos.   

 

23. Por que não foram divulgadas as outras opções de centrais avaliadas? 

Porque as demais opções (Sicoob e Sicredi) não apresentam identidade com a Banricoop.  Além disto, o Conselho de Administração é o órgão eleito pelos cooperados para definição e condução estratégica da Cooperativa, tendo optado pela Unicred Central que representou também a melhor relação custo x benefício.  

 

24. O que acontecerá com os recursos excedentes da Banricoop?  

A Banricoop, assim como as demais cooperativas que fazem parte de um sistema cooperativo, centralizam seus recursos excedentes na Central, que tem o papel de fazer a gestão financeira para obtenção de ganhos de escala. Além disto, esta relação (Cooperativa investindo recursos na Central que também é uma Cooperativa), tem benefício tributário, pois é considerado um ato cooperativo. 

 

25. Estes excedentes estão no Banrisul? Que montante representa hoje? Ao centralizar irão para Unicred? 

Sim, atualmente estão em fundos de renda fixa do Banrisul para termos liquidez diária. Representam cerca de R$ 23 milhões. Ao nos filiarmos, os recursos irão compor a centralização financeira da Unicred RS que também tem parte de seus investimentos no Banrisul. 

 

26. Passaremos a concorrer com o Banrisul? 

A Banricoop não representa uma concorrência para o Banrisul. São instituições de origem e objeto diferentes. A Banricoop, por natureza, é uma sociedade de pessoas e não de capital. Ainda que seja uma cooperativa de crédito e tenha autorização para operar com todos os produtos financeiros, seu objetivo é promover o desenvolvimento social dos cooperados (funcionários e aposentados do Grupo Banrisul e seus familiares) através da educação e assistência financeira.  

 

 27. O Banrisul manterá a “parceria” com a Banricoop após a filiação à Unicred Central RS (débito em conta c/ isenção de tarifa, desconto em folha, disponibilização de funcionários em horário de trabalho, etc.)? 

A Banricoop não tem isenção de tarifas ou disponibilização de funcionários em horários de trabalho. Os conselheiros eleitos para cargos estatutários, participam em reuniões uma vez ao mês, em horários pré-determinados. Certamente a parceria institucional será mantida, pois vem sendo construída ao longo dos seus 73 anos de história sem percalços com todas as administrações que já passaram, além disto, a Banricoop é patrimônio dos funcionários do Banco e entrega serviços a eles. 

        

28. As tecnologias de sistemas de informática e gestão ficarão engessadas? Perderemos nossa autonomia? 

Não haverá perda de autonomia, mas ganho de padronização e de processos. Atualmente não temos autonomia sobre as tecnologias utilizadas, pois as ferramentas não são desenvolvidas por nós. Dependemos de diversos parceiros e ainda da possibilidade de integração entre eles, o que gera muitos custos que serão minimizados na filiação.    

 

29. Não está claro qual o “up” em relação à filiação à Unicred, se a receita vem dos associados? A relação entre o custo a mais e a redução não é significativa? 

Sim, a principal fonte de receita atual da Banricoop é de negócios com os cooperados. Os ganhos relativos à filiação estão ligados aos estudos de desenvolvimento e ampliação deste potencial de negócios, através de uma área especializada da Central, conforme já explicado no item 1. Além disto, o conjunto de serviços disponibilizados dará ganho de escala e permitirá reduzir diversas despesas atuais da Banricoop. Algumas já projetadas e apresentadas e outras que ocorreram a médio e longo prazos.  

 

30. Esta filiação à Unicred interfere de alguma forma na relação com o Banrisul devido à veiculação de notícias relacionadas à privatização do Banco? 

Conforme respondido na questão 6, não há impactos na parceria com o Banrisul. Além disto, a pauta de filiação da Banricoop à uma Central, em nada se relaciona com os temas ligados ao Banrisul, muito menos com notícias relacionadas à privatização. Como foi detalhado na apresentação, a filiação à uma Central de Cooperativas tem relação com: 

  1. incentivo do Bacen para que as cooperativas de crédito se integrem a sistemas organizados para melhor eficiência, controles e resultados; 

  1. fortalecimento do alcance da nossa oferta, com portfólio de produtos e serviços; 

  1.  otimização operacional, através da redução de custos com infraestruturas e serviços contratados de terceiros; 

  1.  acompanhar as mudanças de mercado que exigem alto investimento tecnológico; 

  1.  dar garantia de longevidade à Cooperativa em cenários adversos. 

 

31. Por que votar a filiação a Unicred antes do estatuto, já que o estatuto tem várias alterações relativas a Unicred? 

O rito exige que seja desta forma. Estão previstas alterações no estatuto que são relacionadas à filiação. Para serem votadas é necessária a aprovação da filiação.  

 

32. A Banricoop tem um cenário que leva em conta a evasão dos atuais cooperados devido à filiação à Unicred?  

Diversos cenários econômico-financeiros foram elaborados para a situação de filiação e também para a situação da Banricoop seguir isolada. Todos os cenários apontam que integrar um sistema cooperativo neste momento é a melhor alternativa para o desenvolvimento e sustentabilidade da Banricoop. 

 

 

 

 


Comentários