Ir para o conteúdo principal

Blog


Cooperados podem ter as vantagens de um sistema de energia solar

Cooperados podem ter as vantagens de um sistema de energia solar

A possibilidade de aproveitar a energia solar para diminuir os gastos mensais e preservar o meio ambiente levou diversos cooperados até a sede da Banricoop no dia 17 de maio. Com a conta de luz na mão, eles verificaram o quanto é possível economizar mensalmente com a instalação de placas solares. Puderam, ainda, saber qual é a estrutura adequada para a sua necessidade e conferir o sistema funcionando na cooperativa, que já aderiu a este tipo de produção energética.

A empresa Alternative Energy conveniada da Banricoop, e que fez o detalhamento dos serviços, tem soluções em eficiência energética, desenvolvendo projetos e serviços para geração de energia solar, eólica e iluminação LED em locais residenciais, industriais e comerciais. Para facilitar a aquisição e instalação dos equipamentos, a cooperativa oferece o financiamento Credi Energia Sustentável

Fabiano Stefani, do Banrisul em Porto Alegre, destacou que pretende diminuir os custos da conta de luz com os painéis solares e, ainda assim, manter a piscina aquecida no inverno. Já Werner Wurster apontou as seguidas quedas de energia elétrica para o interesse no sistema, além da economia. Ele também considerou importante o financiamento da Banricoop, informado pela sua esposa Marcia, funcionária do Banrisul. “O futuro do país é aproveitar os recursos naturais sem alterar o meio ambiente”, reforçou, lembrando que as hidrelétricas não dão conta desta questão. Já Ricardo Bittencourt, marido da cooperada Rita, explicou que está reformando a sua casa e tem como objetivo investir em sistemas alternativos. Aproveitar a água da chuva, por exemplo, já faz parte dessa decisão, além de outras que vem aderindo.

Vantagens extras – A microgeração de energia foi regulamentada em 2012, por uma resolução da própria Aneel. Um painel solar instalado pode ser conectado à rede elétrica. Assim, quando o consumidor não está precisando usar a energia – por exemplo, num dia ensolarado em que a residência esteja vazia –, o que foi gerado para a rede pública e o consumidor ganha créditos, como se estivesse “vendendo” energia. Esse crédito tem validade de 60 meses. Em 2015, essa resolução foi atualizada, permitindo a geração também em condomínios. Outra possibilidade é dividir a energia gerada com mais de um local, como a sua casa na praia ou com a residência de um familiar, bastando a concessionária dos imóveis ser a mesma.

 

 


Comentários