Ir para o conteúdo principal

Blog


Busque propósito em vez de felicidade

Busque propósito em vez de felicidade

Um ser humano médio gasta 90 mil horas da sua vida no trabalho. Sabendo disso, não são poucos os que aconselham a buscar uma profissão que nos faça feliz. Contudo, a executiva Susan Peppercorn, em um artigo publicado na Harvard Business Review, indica que o caminho para a felicidade pode não ser exatamente este. “Se você definir a felicidade como seu objetivo principal, pode acabar sentindo o contrário. A felicidade (como todas as emoções) é um estado fugaz, não permanente. Uma solução é tornar o propósito sua verdadeira vocação”.

Ao contrário do senso comum, a ideia de Susan e de outros pesquisadores, é a de que devemos tornar nosso trabalho mais significativo, independente do que ele for, em vez de procurar apenas aqueles que nos façam feliz. Esta é uma das formas mais poderosas de aumentar a produtividade, o envolvimento e o desempenho dos funcionários.

Um levantamento realizado pela Harvard Business Review em parceria com a The Energy Project com cerca de 12 mil executivos de diferentes empresas mostra que aqueles que enxergam algum propósito em sua atividade sentem 1,7 vez mais satisfação no trabalho e têm três vezes mais chances de  permanecer no emprego atual. 

De acordo com a Susan, o propósito, a curto prazo, não necessariamente nos faz feliz e pode até ser mais estressante. Mas, a longo prazo, esta ideia faz com que o ser humano passe a contribuir com os outros e, ao mesmo tempo, honre sua identidade e seus valores pessoais, o que quase sempre aumenta a sensação de bem-estar no trabalho de forma constante e duradoura.

Está preparado para buscar o propósito no seu trabalho?

1. Escreva um diário de atividades

O primeiro passo para identificar o propósito é anotar projetos e tarefas que lhe fazem sentir satisfeito e o que você faz neles. Pode ser que você se sinta realizado ao fazer apresentações para seus clientes ou ao orientar e treinar funcionários mais jovens, por exemplo. Todo tipo de atividade vale o registro.

2. Priorize seus valores

A ideia é colocar seus valores em primeiro lugar. Se o autodesenvolvimento for um valor central para você, por exemplo, não se contente apenas com os poucos momentos em que consegue sair da rotina e se aprofundar em algum tema. Invista em rituais diários, como ouvir podcasts, fazer um curso ou se juntar a um grupo de mentores.

3. Foque nos relacionamentos

Contribuir com o bem-estar do outro está fortemente ligado à criação de propósito no trabalho. Por isso, é importante priorizar a relação com seus chefes e colegas de trabalho para além do cumprimento das tarefas em si.

4. Valorize o trabalho dos outros

No mesmo espírito de solidariedade, ajudar as pessoas que trabalham com você a identificar as atividades que eles realizam de forma autêntica e significativa ajuda aumentar a sensação de bem-estar e fortalece a ideia de propósito como uma prioridade. 

Fontes:

Comentários