Ir para o conteúdo principal

Blog


Concentração: aprenda a melhorar o foco no dia a dia

Concentração: aprenda a melhorar o foco no dia a dia

Para desenvolver o foco: 

  • Mantenha-se bem alimentado

  • Durma o suficiente

  • Use a memória 

  • Medite 

Ter concentração é essencial para realizar as atividades do dia a dia, especialmente no ambiente de estudo ou trabalho. Principalmente em home office, manter o mesmo nível de concentração e produtividade é um desafio.

Para isso, existem alguns passos e hábitos da neurociência para desenvolver o foco. Veja alguns dos principais:

Mantenha-se bem alimentado 

O primeiro passo para produzir e manter-se focado é estar bem alimentado. O sistema de atenção do nosso corpo requer grande quantidade de energia, segundo os estudos da neurociência. Por isso, ficamos sem vontade e com preguiça quando não comemos direito. Crie uma rotina de refeições e cuide quais tipos de alimentos você está consumindo. 

Reeducação alimentar: 5 dicas para mudar os hábitos alimentares 

Durma o suficiente

Pode parecer óbvio, mas muitas pessoas não percebem o quanto uma noite mal dormida prejudica na concentração. Além do desgaste físico, a mente que descansa pouco não produz 100%.

Boa parte dos indivíduos precisa dormir entre sete e nove horas de sono por noite para se sentir disposto. Descubra quantas horas de de sono são necessárias para você e crie uma rotina noturna. 

Use mais a sua memória

Já pensou em exercitar diariamente a sua memória? Essa é uma atividade que pode ser feita a todo o momento e ajuda na concentração. Você pode começar decorando músicas, poemas, receitas e fazendo atividades artísticas que exigem foco.

Medite!

A meditação auxilia na memória, no foco, raciocínio e na qualidade de sono. Para quem não é acostumado com a prática, a dica é praticar o mindfulness. O exercício é simples: aprender a focar no presente com as técnicas de respiração da meditação tradicional.

Confira no vídeo abaixo mais sobre o mindfulness e como praticá-la: 

Fontes:

Globo  

Exame  

Forbes


Comentários