Ir para o conteúdo principal

Blog


Saiba como cuidar das crianças e adolescentes na internet

Saiba como cuidar das crianças e adolescentes na internet

As principais dicas são: 

  • Conscientizar sobre o acesso a sites e compartilhamento de dados;

  • Ensinar os riscos e perigos on-line;

  • Instalar firewalls e filtros de conteúdos;

  • Definir limites de tempo diário. 

Cada vez mais cedo, as crianças têm acesso à internet. Segundo as informações da pesquisa TIC Kids Online Brasil, realizada em 2018, mais de 20 milhões de crianças e adolescentes, entre 9 e 17 anos, são usuários de internet no Brasil, cerca de 86% do total de pessoas dessa faixa etária no país.

Apesar de ser um local de aprendizado, socialização e diversão, a internet pode trazer inúmeros riscos para a segurança e privacidade dos menores. 

Confira como evitar os principais perigos:

Ensine os riscos e perigos on-line 

A atitude mais importante é o diálogo. Antes de permitir o acesso, converse sobre os perigos que a internet pode oferecer caso seja usada de maneira incorreta. Além disso, mostre e defina os sites permitidos e os proibidos. É essencial, também, que as crianças saibam identificar e denunciar para os pais qualquer comportamento suspeito de outros usuários. 

Monitore o acesso a sites e o compartilhamento de dados

Proteger os jovens não significa proibir o uso dos aparelhos, mas é importante monitorar as atividades, principalmente das crianças. Existem diversos aplicativos que ajudam na tarefa. 

5 apps grátis para monitorar os filhos on-line 

Fora isso, é importante ensinar sobre a privacidade e compartilhamento de dados com outros usuários e sites. Os jovens - nem ninguém - devem compartilhar senhas e dados pessoais. 

Instale firewalls e filtros de conteúdos

É possível instalar no celular e no navegador programas que limitam o acesso a determinados conteúdos. Assim, além da conversa e orientação, os adultos têm uma ajuda extra para proteger os menores. Confira aqui os principais meios. 

Defina limites de tempo diário 

Estabelecer limites no uso da internet ajuda na navegação segura e sem exageros. Defina um tempo diário para a utilização de celulares, tablets e computadores. Com isso, é possível escolher os horários do dia em que você possa estar junto do seu filho para monitorar as atividades on-line. 

Fontes: 

Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos

SAE 

Agência Brasil


Comentários