Ir para o conteúdo principal

Blog


Dia do Cooperativismo: o que podemos aprender juntos

Dia do Cooperativismo: o que podemos aprender juntos

Essa semana, no dia 06 de junho comemoramos o Dia Internacional do Cooperativismo! Uma data especial para celebrar as conquistas das cooperativas no mundo.

Todos os anos, o chamado CoopsDay, como é chamado em inglês, tem um tema diferente. Em 2019, a Aliança Cooperativa Econômica (ACI) anunciou que o motivo é “cooperativas por um trabalho digno”. O objetivo é espalhar a mensagem que que as cooperativas são instituições centradas em pessoas e que é necessário priorizar o desenvolvimento humano no espaço de trabalho.

“As cooperativas ajudam a preservar o emprego e promover trabalho digno em todos os setores da economia. Através da participação, os membros têm a motivação para mudarem suas vidas, suas comunidades e o mundo”, afirma o presidente da ACI, Ariel Guarco.

Além do Dia Internacional do Cooperativismo, neste sábado se comemora o Dia de Cooperar (Dia C), vinculado a data internacional desde 2015. Todos os anos, uma média de 1,5 mil cooperativas se envolvem para beneficiar milhões de pessoas através do trabalho voluntário. O Dia C é um grande movimento nacional de estímulo a iniciativas diferenciadas, contínuas e transformadoras. 

História do cooperativismo

Hoje, consideramos cooperativa como organizações formadas por membros de um mesmo grupo econômico ou social, com o objetivo de desempenhar alguma atividade para o bem comum. As primeiras noções de cooperativismo no mundo apareceram a partir de um grupo de trabalhadores que queria uma situação melhor depois da Revolução Industrial. Por isso, o tema de 2019 sobre trabalho justo é tão significativo.

No Brasil, o cooperativismo surge com a chegada dos portugueses. Em 1889, tivemos a fundação da Cooperativa Econômica dos Funcionários Públicos de Ouro Preto, a primeira do país. Depois, começaram a surgir cooperativas em todos os estados, incluindo a Banricoop, fundada em 1946.  A Banricoop é pioneira no cooperativismo de crédito mútuo urbano do Brasil e conta hoje com mais de 8 mil cooperados.

O Dia Internacional do Cooperativismo, que existe desde 1994, foi criado pela ACI e acontece todo o primeiro sábado de julho. Antigamente, desde a década de 1920, a comemoração era informal com reuniões entre aqueles que eram ligados a atividades cooperativas.

O que aprendemos com o cooperativismo?

O cerne do cooperativismo é o compartilhamento de ideias e responsabilidades. Para cooperar, é preciso acreditar que ninguém sai perdendo quando todo mundo ganha e entender que o sucesso do todo também nos beneficia.

Por isso, existem algumas lições que aprendemos com o passar dos anos dentro do cooperativismo.

Somos mais fortes em conjunto

Não existe cooperativismo sem união. Participar de uma cooperativa nos mostra que juntos somos maiores do que cada um individualmente, seja na construção de parcerias, no âmbito financeiro ou até mesmo na amizade.

Gestão e saber popular é importante

Todas as decisões de uma cooperativa acontecem através do voto do público, e todos os cooperados têm o mesmo poder. Se por um lado isso pode parecer difícil, esse modelo vem funcionando desde o surgimento das cooperativas.

Todos são bem-vindos

Mesmo nas cooperativas que são ligadas a uma instituição não há discriminação social racial, política, religiosa ou de gênero. A Banricoop é composta por funcionários ativos e aposentados do conglomerado econômico do Banrisul e seus familiares. E este é o único requisito para se associar.

A educação é fundamental

Cooperativas de todo o Brasil incentivam a educação, com espaços e fundos financeiros específicos para ações socioeducativas, além de convênios com faculdades e universidades. A Banricoop não é diferente.

É você, quer aprender mais com o cooperativismo? Comece associando a sua família. 

Fontes:

Comentários