Ir para o conteúdo principal

Blog


Época de tempestades, saiba como proteger sua casa

Época de tempestades, saiba como proteger sua casa

O outono é conhecido por ser uma época de muitas chuvas. Com os recentes alagamentos ocorridos em cidades como Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo é importante saber se prevenir.

Já no início de abril as chuvas em Porto Alegre passaram da metade da média do mês. O problema é recorrente: a cada começo de ano, as chuvas intensas deslizamentos e enchentes.

Confira as orientações dos bombeiros, da Defesa Civil e do CGE Centro de Gerenciamento de Emergências para garantir a segurança do imóvel e se proteger antes, durante e depois das tempestades.

Até mesmo antes de comprar ou construir o imóvel, é possível se prevenir. Informe-se sobre a região. “O IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas) mapeia as áreas de risco, mas também é recomendável investigar com moradores e donos de comércios locais”, sugere Adilson Nazario, técnico em meteorologia do CGE.

Antes

  • Compartilhe informações da Defesa Civil com familiares e vizinhos;

  • Conserte problemas no telhado;

  • Não plante árvores e vegetação de raízes curtas em morros;

  • Procure sinais de infiltração na casa, rachaduras nas paredes e no chão;

  • Armazene água potável em tonéis devidamente vedados;

  • Guarde os documentos importantes em uma mochila impermeável;

  • Mantenha os medicamentos em lugar alto;

  • Acompanhe o noticiário local pelo rádio e fique atento às mensagens de esclarecimento ou alertas da Defesa Civil;

  • Cadastre-se no serviço de SMS da Defesa Civil enviando seu CEP para o número;

Durante

  • Ao primeiro sinal de chuva forte, deixe móveis e eletrodomésticos fora do alcance da água;

  • Desligue equipamentos elétricos e eletrônicos e feche os registros de gás e água;

  • Evite contato com a água da enchente, que pode transmitir doenças de pele e leptospirose;

  • Guarde os produtos de limpeza e alimentos fora do alcance da água e não os utilize caso tenham sido atingidos;

  • Mantenha um membro da família atento e vigilante ao nível de subida das águas, mesmo à noite;

  • Tenha sempre lanternas e pilhas em condições de uso;

  • Não use velas, lamparinas a álcool ou similares, pois podem causar incêndios e acidentes pessoais;

  • Feche portas e janelas da casa, para evitar a entrada de escombros e de animais peçonhentos;

  • Se aparecerem infiltrações ou rachaduras nas paredes, ou começar a ouvir barulhos incomuns, como estalos, torções metálicos e ruído de água escorrendo sem motivo, abandone a residência o mais rápido possível;

  • Transmita alarme aos vizinhos em caso de súbita elevação das águas;

  • Não use telefone fixo, apenas aparelhos sem fio ou celulares;

  • Não fique próximo a tomadas, canos, janelas e portas metálicas;

  • Não toque em equipamentos elétricos que estejam ligados à rede.

Depois

  • Se tiver abandonado o imóvel durante as chuvas, consulte a Defesa Civil antes de retornar, para ter certeza de que não há mais risco de desabamento;

  • Só volte à casa durante o dia;

  • Use botas e luvas para evitar o contato com a água e a lama;

  • Para descontaminar os ambientes e a caixa de água, use uma mistura de uma colher de sopa de água sanitária para cada litro de água;

  • Jamais reaproveite a água da enchente;

  • Beba apenas água engarrafada, fervida ou clorada;

  • Para evitar incêndios, choques elétricos ou explosões, desligue a energia elétrica e desconecte as tubulações de gás.

Uma outra maneira de cuidar da sua casa é fazendo um seguro residencial.

Números de emergência

Caso haja algum problema na sua residência, contate a Defesa Civil Defesa Civil (199) ou o Corpo de Bombeiros (193).

Fontes:
Folha de São Paulo
Correio do Povo
Defesa Civil
 

Comentários