Ir para o conteúdo principal

Blog


Faça compostagem em casa com o lixo orgânico

Faça compostagem em casa com o lixo orgânico

O lixo seco que a gente produz em casa pode ser reciclado. Mas você já pensou o que fazer com o lixo orgânico? Vai tudo para o aterro sanitário? Que tal reaproveitá-lo?

Se parece nojento, está enganado. Os resíduos úmidos, se bem separados, podem virar adubo para as plantas de casa e até ajudar no cultivo de uma horta. Além de ser uma ótima maneira de economizar, você também estará ajudando o planeta. Para isso basta aprender a fazer a compostagem.

Passo a passo

Para montar uma compostagem doméstica são necessários três recipientes escuros e com tampa. Eles precisarão ser empilhadas em três níveis. Faça pequenos furos na base dos superiores para que os resíduos possam passar por ali.

Forre-os com serragem ou folhas secas, e comece a adicionar o material orgânico. A última caixa é utilizada apenas para coletar o resíduo líquido orgânico, que, se diluído, pode ser utilizado para regar plantas e hortas.

É importante que os resíduos sejam cobertos com outra camada de folhas secas para contribuir com a oxigenação. Isso também garante que não se gere um mau odor pelo processo. Os depósitos de lixo devem ser feitos diariamente, e o adubo pode ser coletado em média a cada três meses.

Quando a caixa de cima estiver cheia é necessário trocar as posições, passando-a para baixo e colocar a vazia em seu lugar para recomeçar o processo. 

Compostagem com minhocas

As minhocas adoram grande parte do que a gente coloca fora. Elas não consomem restos de carne, mas cascas de frutas, talos de legume, poeira e até cabelo entram na dieta. Por isso, elas são grandes aliadas na compostagem que tem até um nome especial: vermicompostagem.

Elas deixam o processo mais rápido e geram um adubo orgânico de excelente qualidade, rico em flora bacteriana que ajuda a fornecer às plantas uma nutrição equilibrada e maior resistência a doenças.

As minhocas podem ser adquiridas pela internet, já nos recipientes propícios para a compostagem, a partir daí, o passo a passo é bem parecido, fazendo depósito de lixo orgânico diariamente. Mas atenção, esse tipo de composteira não pode receber temperos fortes, como alho e cebola.

O que não pode

Independente do tipo de compostagem que for escolhido, existem alguns resíduos que não podem passar pelo processo. Além das carnes e dos temperos fortes no caso da vermicompostagem, também deve se evitar descartar carboidratos, como pão e arroz, líquidos, nozes, limão, e papéis em geral, especialmente o papel higiênico.

Fontes:
 

Comentários