Ir para o conteúdo principal

Blog


Idosos correm maior risco de desidratação: saiba como se prevenir

Idosos correm maior risco de desidratação: saiba como se prevenir

Sabemos que a água é vital para o nosso organismo. Ela é responsável pelo equilíbrio térmico do corpo, além de participar do transporte de nutrientes para as células através do sangue e promover a limpeza e a desintoxicação do organismo. Por isso, é preciso ficar atento à hidratação, especialmente durante os períodos mais secos do ano.

Qualquer um pode ficar desidratado, mas a condição é especialmente perigosa para crianças e idosos. "Entre os mais velhos, eles naturalmente têm um volume menor de água em seus corpos e podem ter condições, ou tomar medicamentos, que aumentem o risco de desidratação", pontua o especialista, Renato Zilli, endocrinologista do Hospital Sírio Libanês. 

José Marcelo Natividade, endocrinologista e metabologista, acrescenta que a hidratação inadequada em pessoas mais velhas também pode gerar um maior risco de quedas, infecções no trato urinário, doenças dentais, distúrbios broncopulmonares, pedras nos rins, câncer, constipação e perda da função cognitiva. 

De acordo com ele, a quantidade de líquido necessária dos sexagenários em diante é maior do que a recomendada para os adultos de meia idade. Os homens precisam de 3,7 litros por dia, enquanto as mulheres devem tomar, no mínimo, 2,7 litros.

Como criar o hábito de tomar água

Carregue consigo

Sempre que sair, leve uma garrafinha com água fresca. Quando acabar, aproveite para encher novamente em algum bebedouro ou filtro que encontrar pelo caminho. Além de se manter sempre hidratado, você economiza e ajuda o ambiente.

Outra opção eficiente é tomar um copo de água antes de todas as refeições: café da manhã, lanches, almoço e jantar. Essa estratégia ajuda quem ainda não criou o hábito e garante, pelo menos, cinco copos de água por dia.

Experimente diferentes sabores

Águas aromatizadas ou temperadas podem ser mais atrativas. Basta colocar pedaços de frutas, folhas de hortelã ou gengibre para deixar o líquido com sabor. Para os fãs de refrigerante, uma alternativa mais saudável é misturar água com gás ao suco da fruta preferida. No inverno, uma ótima opção é tomar diferentes sabores de chás – de preferência sem adoçar ou com uma quantidade mínima de açúcar. 

Complemente a dieta

O leite também é uma boa fonte de líquido para o organismo. Uma ótima pedida para o inverno, porque pode ser consumido quente. A água de coco também tem um grande poder hidratação. Além de saborosa, contém propriedades anti-envelhecimento, combate o estresse, mantém a pressão sob controle e ajuda na prevenção do câncer.

Para quem não consegue adicionar os líquidos a dieta, as frutas e legumes podem suprir algumas necessidades. As frutas possuem entre 80% e 90% de água em sua composição, enquanto verduras e legumes, após o cozimento, fornecem cerca de metade da água que precisamos ingerir.

Fontes:
 

Comentários