Ir para o conteúdo principal

Blog


Oito dicas para alimentação saudável na primeira infância

Oito dicas para alimentação saudável na primeira infância

Ser mãe e pai é sempre uma aventura, especialmente com o primeiro filho. Os “pais de primeira viagem” tendem a ter muitas dúvidas e a alimentação é uma das principais. A escolha das comidas que damos aos filhos na primeira infância é crucial para a saúde. Além disso, os gostos que as crianças adquirem até os 2 anos de idade podem a acompanhar pela vida inteira.

Pensando nisso, a Unicef lançou uma cartilha para uma alimentação de qualidade na primeira infância. Confira um resumo das dicas:

1. Só leite materno até os 6 meses de idade

O leite materno tem todos os nutrientes que um bebê precisa. Quando o bebê recebe só leite materno, não precisa consumir chá, sucos ou água. O leite materno já contém a água que o bebê necessita, mesmo em locais muito quentes.

2. Não ofereça açúcar

Não ofereça nada adocicado ao bebê, nem mesmo mel. O leite materno já possui vários sabores. E a criança que prova açúcar nos primeiros 2 anos vai ter maior preferência por esse tipo de alimento. Aliás, a alimentação saudável da mãe modifica o sabor do leite e ajuda na formação de hábitos alimentares melhores.

3. A partir dos 6 meses, invista na variedade

A partir dessa idade, em conjunto com o leite materno, já é possível oferecer fruta pela manhã, almoço e outra fruta a tarde. Use o colorido dos alimentos para a refeição ficar divertida!

Com 7 meses, os especialistas recomendam incluir o jantar com legumes e uma carne (frango, peixe ou gado), sempre com pouco sal e sem temperos nem óleo.

4. Ofereça comida de verdade

Depois dos 6 meses a alimentação deve ser composta de arroz, feijão, raízes, verduras, legumes, carnes, ovo e frutas. Ofereça os alimentos nos horários certos, e no momento em que o bebê mostrar sinais de fome. Se ele se recusar a comer, não insista e não troque os alimentos, deixe para servir mais tarde.

5. Estimule o bebê a mastigar

Mesmo sem os dentes, a mastigação fortalece os músculos da bochecha,  ajuda no desenvolvimento da fala e estimula o nascimento dos dentes de leite. Não se preocupe com o bebê engasgar e não processe os alimentos no liquidificador. Prepare as refeições bem cozidas, amasse com o garfo e desfie as carnes.

6. Evite alimentos industrializados antes dos 2 anos

Nada de doces, biscoitos, salgadinhos, café, refrigerantes ou gelatina antes dos 2 anos de idade e evite mesmo quando a criança for mais velha. Se surgir a curiosidade por um doce, ofereça uma fruta. Evite também alimentos com muito sal ou muita gordura. E lembre-se que nessa fase o “gosto” está em formação.

7. Não esqueça da higiene

Lave bem as mãos (as suas e as da criança), os alimentos e os utensílios. Evite utilizar a mamadeira para beber água. Além da mamadeira ser um veículo para a proliferação de germes, beber água no copo ajuda no desenvolvimento da criança.

8. Estimule uma vida ativa

Além de uma alimentação saudável, é necessário ser apresentado cedo ao esporte. Os hábitos saudáveis se iniciam nos primeiros dois anos de vida, por isso, o bebê deve ser estimulado a ser ativo para crescer esperto e saudável.

Fonte:

Comentários