Projeto:

Horta Sustentável Dona Tecla

Cooperada Responsável: Tatiana Cortes Gomes

O projeto Dona Tecla tem como propósito a construção de uma horta sustentável no Colégio Estadual de Ensino Médio José do Patrocínio, localizado no bairro Restinga, em Porto Alegre. Ele é fruto da vontade de professores e de alunos em desenvolver o Programa Escola Sustentável.

O nome “Dona Tecla” é uma homenagem a uma senhora da comunidade, uma “personalidade” que viveu muitos anos no bairro. Ela era uma pessoa muito dedicada, amiga e estava sempre disposta a ajudar as pessoas ao seu redor, principalmente pessoas doentes e carentes. Dona Tecla era muito procurada pela comunidade, porque tinha amplo conhecimento das propriedades medicinais dos chás e ervas, e sempre possuía uma solução “natural/homeopática” para as enfermidades.

A iniciativa prevê o fornecimento de hortaliças e verduras para compor parte da merenda escolar dos 1.200 alunos, professores e funcionários e, com isso, promover uma maior integração entre todos os envolvidos no processo. A Horta Dona Tecla será implantada em um terreno pertencente à escola. Nele, serão implantados 10 canteiros para cultivo de verduras e hortaliças. Da mesma forma, serão plantadas flores, muito utilizadas para a prevenção de pragas. O terreno está protegido por um muro, no qual serão instaladas, também, hortas verticais de garrafas PET com aproveitamento da água da chuva.

Ao fornecer alimentos para a merenda escolar da EEEM José do Patrocínio, a Horta Dona Tecla vai beneficiar alunos, professores, funcionários e voluntários, totalizando aproximadamente 1.500 pessoas da escola. Porém, por meio dos agentes multiplicadores, esse número poderá ser redobrado para aproximadamente 3.000 pessoas ou mais, com o envolvimento de familiares.

A questão social também é fundamental. Os alunos da escola José do Patrocínio e da comunidade local vêm de famílias com baixo poder aquisitivo, muitos deles em situação de risco social. Para um grande universo de estudantes, o alimento em casa é escasso, e a merenda escolar, portanto, é uma das principais razões para se deslocarem todos os dias à escola.

O projeto também está atento à questão da segurança alimentar. Quanto mais livre de agrotóxico e fertilizante for um alimento, mais fresco e saudável será o nutriente. Diante disso, vale enfatizar que todo o aluno, toda a família, toda a escola tem o direito a uma nutrição escolar saudável.

A iniciativa tem como propósito, em primeiro lugar, ressaltar uma necessidade básica do ser humano, que é a alimentação. Além disso, prevê maior dinamismo nas aulas de biologia, sustentabilidade, educação ambiental, ecológica e alimentar, maior contato dos alunos com a natureza e a obtenção dos conhecimentos na prática. Um pequeno jardim, uma horta, um pedaço de terra, é um microcosmo de todo o mundo natural.

O projeto também terá um caráter socioeducativo. Ao ajudar a plantar, cuidar, regar e (literalmente) colher os frutos, os alunos conhecerão os benefícios dos alimentos, das plantas medicinais e reconhecerão os tipos de chás ideais para determinados sintomas. Esse pressuposto faz acreditar que eles serão agentes multiplicadores dos ensinamentos em casa e na vida.

Apoie este Projeto

Gostou do projeto? Ajude a torná-lo realidade!

Agora você pode doar diretamente para o projeto através do contato:

Tatiana Cortes Gomes
tatiana_gomes@banrisul.com.br

Seja um voluntário

Contribua da forma que puder! Toda ajuda é bem-vinda.

Veja mais projetos

Alegrete que te Quero Verde
alegrete (RS)

Alegrete que te Quero Verde

Alimentando com Saúde na Telha
RIO GRANDE (RS)

Alimentando com Saúde na Telha

Abelink
Porto Alegre (RS)

Abelink

Cascata do Rio Santo Cristo
SANTA ROSA (RS)

Cascata do Rio Santo Cristo

Doutores(as) Palhaços(as)
Porto Alegre (RS)

Doutores(as) Palhaços(as)

Mandalas Recreativas
Ibirubá (RS)

Mandalas Recreativas